Cultura

Cabinda tem inscritos 23 grupos nesta edição

A edição 2019 do Carnaval, na província de Cabinda, vai contar com a participação de 23 grupos carnavalescos, dos quais 11 da classe de adultos e 12 da categoria infantil, anunciou ontem, naquela cidade, o chefe de departamento da Acção Cultural e Assuntos Tradicionais e Religiosos.

José Maria Jackson  disse que o desfile da classe infantil realiza-se no dia 3 de Março, enquanto o de adultos vai ocorrer dois dias depois, num acto em  que os grupos participantes apresentam estilos de danças típicas da região, com destaque para o mayeye, scut, kintueni, merengue e nyoyo.
Segundo o responsável, a dança nyoyo vai ser exibida, pela primeira vez, desde a Independência Nacional, na presente edição do Carnaval em Cabinda por um grupo infantil da aldeia de Subantando, uma vez que é um estilo de dança que está  em vias de extinção, por falta de praticantes.
O relançamento este ano do nyoyo, disse José Maria Jackson, “enquadra-se num processo de resgate e revitalização de alguns estilos de dança em vias de extinção, resultante do trabalho de recolha e pesquisa levado a cabo pela Secretaria Provincial da Cultura, em Cabinda.”
Para inscrição dos grupos carnavalescos, os responsáveis devem fazer-se acompanhar de uma fotocópia do Bilhete de Identidade, contacto telefónico e lista nominal de 50 integrantes, no mínimo.
A letra, estilo da canção, mensagem, melodia, indumentária, teatralização e a capacidade de mobilização são os aspectos fundamentais para avaliação dos grupos carnavalesco pelo corpo de júri.
O grupo  Kotukua tumoka, na classe de adultos, e o grupo infantil Mayeye ba nkanka ba bika, do bairro Lombo -Lombo, foram os vencedores da edição passada do Carnaval em Cabinda.