Cultura

Os nomeados para os Oscar deste ano são...

Os filmes ‘O Irlandês’, ‘1917’ e ‘Era Uma Vez em... Hollywood’ surgem entre os favoritos aos Oscar deste ano, cujas nomeações acabam de ser reveladas pela Academia de Hollywood.

Para o Oscar de Melhor Filme foram seleccionados ‘O Irlandês’, ‘Ford vs Ferrari’, ‘Jojo Rabbit’, ‘Joker’, ‘Mulherezinhas’, ‘1917’, ‘História de Um Casamento’, ‘Era Uma Vez em... Hollywood’ e ‘Parasita’.

Na categoria de Melhor Realizador surgem os nomes de Quentin Tarantino (‘Era Uma Vez em... Hollywood’); Sam Mendes (‘1917’); Martin Scorsese (‘O Irlandês’); Bong Joon-ho (‘Parasitas’); e Todd Philips (‘Joker’). Noticiou o notícias ao minuto.

Já na categoria de Melhor Actriz estão nomeadas Renée Zellwegger (‘Judy’); Saoirse Ronan (‘Mulherzinhas’); Charlize Theron (‘Bombshell - O Escândalo’); Cynthia Erivo (‘Harriet’); e Scarlett Johansson (‘História de Um Casamento’).

Finalmente, para o Oscar de Melhor Actor estão nomeados Antonio Banderas (‘Pain and Glory’), Leonardo DiCaprio (‘Era Uma Vez em... Hollywood’), ; Joaquin Phoenix (‘Joker’); Adam Driver (‘História de Um Casamento’); e Jonathan Pryce (‘Dois Papas’).

Nomeados para os Oscar de Melhor Actor Secundário e Melhor Actriz Secundária

Para a categoria de Melhor Actriz Secundária estão nomeadas: Kathy Bates (‘O Caso de Richard Jewell’; Laura Dern (‘História de Um Casamento’); Scarlett Johansson (‘Jojo Rabbit’); Florence Pugh (‘Mulherezinhas’); e Margot Robbie (‘Bombshell - O Escândalo’).

Já para a categoria de Melhor Actor Secundário surgem os nomes de Tom Hanks (‘Um lindo dia na vizinhança’); Anthony Hopkins (‘Dois Papas’); Al Pacino (‘O Irlandês’); Joe Pesci (‘O Irlandês’); e Brad Pitt (‘Era Uma Vez em... Hollywood’).

Leia mais na edição de amanhã, com mais pormenores e previsões. A cerimónia dos Oscar (a 92.ª edição) está marcada para 9 de Fevereiro, em Los Angeles, Califórnia, e voltará a não ter um apresentador-anfitrião, repetindo-se o que aconteceu em 2019.

Recorde-se que, a academia chegou a anunciar a escolha de Kevin Hart como apresentador dos Oscar de 2019, mas o actor acabou por renunciar depois de terem sido ‘recuperadas’ afirmações do humorista, feitas há anos, consideradas não como humor mas como ofensas pela comunidade homossexual. Esta decisão surge numa altura em que vigora a chamada ‘cultura do politicamente correcto’ nos EUA, algo que foi alvo do humor mordaz, nos recentes Globos de Ouro, pelo actor e humorista britânico Ricky Gervais.