Cultura

União dos Escritores incentiva mais leitura

A promoção do livro e o incentivo ao hábito de leitura estão entre as prioridades da União dos Escritores Angolanos (UEA) para os próximos anos, defendeu, na terça-feira, em Luanda, o secretário-geral da instituição, David Kapelenguela.

A instituição, que celebrou mais um aniversário na terça-feira, dia 10, realizou, na ocasião, uma feira de livros, num total de 500, de autores nacionais, comercializados a preços baixos, de forma a incentivar o gosto pela literatura, em especial entre os estudantes.
O objectivo da feira, explicou David Kapelenguela, foi aproximar mais os leitores, em particular os jovens, aos autores angolanos, consagrados ou iniciantes. “Vendemos os livros a preços bastante acessíveis. Duas vezes mais baratos que os vendidos pelas editoras. É uma forma de dar a chance de todos poderem adquirir livros sem muitos custos”, disse.
As crianças do Lar Kuzola, convidadas para a feira, foram algumas das privilegiadas, agraciadas com dois livros cada. Além da feira, as celebrações dos 44 anos da UEA incluiram declamações de poesia e debates com alguns escritores convidados.
A União dos Escritores foi proclamada em 10 de Dezembro de 1975, numa sessão que contou com a presença do então Presidente Agostinho Neto. Desde a data da sua fundação, até hoje, a instituição tem procurado ajudar na reestruturação e implementação de um campo literário angolano, assente em princípios próprios.