Cultura

Vistos de entrada estão a ser acautelados

A coordenadora nacional da bienal de Luanda, Alexandra Aparício, garantiu que os vistos de entrada estão a ser acautelados e a organização está a trabalhar, com alguma antecedência, para se evitarem transtornos.

Os vistos, destacou Alexandra Aparício, estão a ser solicitados, através das representações diplomáticas dos países convidados.
Quanto aos de entrada de fronteira, Alexandra Aparício assegurou que também estão a ser acautelados e existe uma comissão, constituída pelos Ministérios do Interior e das Relações Exteriores, para tornar a iniciativa um êxito.
Para a compreensão da Bienal de Luanda, Vincenzo Fazzino, o coordenador internacional da iniciativapela Unesco, disse que tem sido feito um trabalho de sensibilização e divulgação, além-fronteiras. “Esperamos que a bienal permita um contacto directo com as experiências de outros países na partilha de conhecimentos, artísticos e científicos, relacionados com a Cultura da Paz e Não Violência”, defendeu Vincenzo Fazzino.