Desporto

Crise pode tirar ASA da disputa do Zonal

Despromovido à II Divisão em 2019, o ASA pode falhar a disputa do Torneio de Apuramento para o Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola'2020/21, pelo facto de a agremiação não dispor de recursos financeiros para suportar as despesas na prova, embora a equipa esteja a participar no Campeonato Provincial, com o objectivo de rodar o plantel.

Em declarações ao Jornal de Angola, José Kilamba, director técnico do ASA, disse que todas as tentativas feitas junto dos patrocinadores fracassaram.”A desistência é a única via. Não se fazem omeletas sem ovos. O ASA passa por estes problemas, desde que o patrocinador oficial deixou de dar dinheiro”, lamentou o dirigente.
José Kilamba sublinhou ainda que jogadores e equipa técnica não recebem salários há 16 meses, e acrescenta: “os jogadores sobrevivem com os poucos recursos financeiros adquiridos por nós. Caso contrário, o futebol sénior iria desaparecer. O ASA é um clube histórico e alguém tem de fazer algo, para inverter o actual quadro”.
Os membros da direcção do ASA reúne na próxima semana para determinar, se a equipa compete ou não na Segundona, como refere José Kilamba.
“Este encontro vai ser determinante, porque temos de tomar uma posição. Se houver dinheiro, vamos competir no zonal. Se não, iremos anunciar a nossa desistência, visto que não temos condições para disputar o torneio”, esclareceu.
No espaço de dois anos, o ASA registou a segunda descida ao escalão inferior do futebol angolano, após a estreia no Girabola em 1979. A formação aviadora já ergueu o troféu do Girabola em três ocasiões (2002, 2003 e 2004).