Desporto / Futebol

Cotação de Ronaldo subiu na Inglaterra

A incerteza em torno do futuro de Cristiano Ronaldo tem sido nos últimos dias a principal fonte de alimentação da imprensa desportiva espanhola e inglesa, o que pode levar a crer que o próximo destino do capitão da selecção portuguesa seja mesmo o Manchester United, treinado por José Mourinho.

O “The Sun” é o diário britânico que avança um pouco mais no assunto, colocando no mesmo saco Cristiano Ronaldo, Álvaro Morata e David De Gea, este último no sentido inverso, de Old Trafford para o Santiago Bernabéu. Sem explicar como, o jornal inglês avança com o valor de 228 milhões de euros que acompanharia o guarda-redes espanhol rumo a cidade de  Madrid.
Pelas mesmas contas, Cristiano Ronaldo custaria aos “Red Devils” qualquer coisa como 200 milhões de euros, valores que coincidem com aqueles que, ao longo do fim-de-semana, foram sendo adiantados quer pela “Marca” quer pelo “As”, em Espanha, e que limitam a corrida pelo astro português a duas agremiações  europeias, Manchester United e Paris Saint-Germain, e mais uns quantos na China.
Existe um terceiro clube na Europa que teria condições para meter-se nesta discussão e que, por acaso, até é treinado por um técnico com quem Cristiano Ronaldo já trabalhou e com o qual teve excelente relacionamento, o Bayern Munique, treinado por Carlo Ancelotti. É, todavia, pouco provável que o emblema germânico queira meter-se nesta “guerra” de gigantes.
A imprensa espanhola e o diário “As”, em particular, aborda a questão do treinador, neste caso José Mourinho, que poderia constituir um entrave à mudança de Cristiano Ronaldo de Madrid para Manchester. O jornal espanhol mostra-se optimista em relação à acção de Jorge Mendes, considerando que o empresário poderia ajudar a ultrapassar o mau ambiente que marcou os últimos meses de convívio entre treinador e futebolista no clube merengue.
Na edição de sábado do “Daily Mail” eram apresentados números um pouco inferiores - 140 milhões de euros - e referia negociações mais adiantadas entre Real Madrid e PSG, cujo presidente, Nasser Al-Khelaïfi, se teria reunido com Jorge Mendes na véspera da final da Liga dos Campeões, em Cardiff, no País de Gales, dando-lhe conta da  intenção de encontrar um substituto para Zlatan Ibrahimovic. Esse substituto, adianta o diário britânico, seria Cristiano Ronaldo.