Desporto / Futebol

“Magia” de Messi salva a Argentina

Numa última ronda sul-americana que qualificou ainda Uruguai e Colômbia, atirou o Peru para o “play-off” e eliminou Chile e Paraguai, os argentinos estavam obrigados a ganhar frente ao Equador e começaram, praticamente, a perder, pois Romario Ibarra demorou apenas 38 segundos a adiantar os locais.

Lá bem no alto, nos 2.850 metros de Quito, Messi veio, porém, em socorro da Argentina e virou o resultado, com um toque de classe aos 12 minutos, e um violento tiro de pé esquerdo, depois de roubar a bola a Dario Aimar, aos 20.
Em vantagem, os comandados de Jorge Sampaoli tranquilizaram e passaram a controlar o jogo, mas só ganharam alguma folga aos 62 minutos, quando Messi voltou a “esfregar a lâmpada” e, com um belo “chapéu” a Banguera, selou o 3-1 final. O craque somou, assim, o quinto “hat-trick” pela Argentina, mas apenas o primeiro em eliminatórias para o Mundial, pelo que passou a contar 61 golos, em 122 jogos pela selecção: com ele, na qualificação, o conjunto “albiceleste” somou 21 pontos, em dez jogos. Sem ele, apenas sete, em oito encontros. Messi mostrou-se muito satisfeito, mas admitiu que chegou a temer ficar de fora. “Estamos tranquilos, pois conseguimos o nosso objectivo, que é o mais importante”, disse o jogador do Barcelona.