Desporto / Futebol

Militares confiantes diante dos polícias

O 1.º de Agosto realiza hoje às 8h00, no Estádio França N’dalu, o derradeiro treino, à porta fechada, com o técnico Dragan Jovic a incidir a preparação da equipa na melhoria dos aspectos técnicos e tácticos, sem descurar a vertente física, tendo em vista o jogo de amanhã frente ao Interclube, referente à 27.ª jornada do Girabola Zap.

Longe dos olhares dos jornalistas e dos adeptos, Jovic trabalha uma equipa capaz de vencer na deslocação ao Estádio 22 de Junho, depois do empate (1-1), no passado sábado, para a primeira-mão dos quartos-de-final da Taça de Angola.
No regresso ao reduto da formação da Polícia Nacional, a equipa rubra e negra está obrigada a ganhar, sob pena de voltar a perder a liderança do campeonato para o Petro de Luanda, que tem um jogo aparentemente acessível diante do FC Bravos do Maquis, domingo, no Estádio Nacional 11 de Novembro.
O avançado Rambé e o guarda-redes Tony Cabaça são as únicas dúvidas para o jogo diante da equipa treinada por Paulo Torres, pr estarem a recuperam de problemas clínicos.
Depois de ter recuperado a liderança à saída da 26.ª jornada da prova, mercê da vitória diante do Libolo, beneficiando da derrota do Petro frente ao Desportivo da Huíla, o 1.º de Agosto quer continuar de pedra e cal no comando até ao término da competição, de modo a revalidar o título.
Contactado pelo Jornal de Angola, Ivo Traça, treinador-adjunto do 1.º de Agosto, não esconde o desejo de vencer o desafio, apesar do respeito pela equipa adversária: "Dependemos de nós para sermos campeões nacionais. Doravante, temos de pensar só e apenas na vitória. O empate não serve para as nossas aspirações, porque o Petro de Luanda está a espera de um provável deslize do 1.º de Agosto”.
Quanto à equipa adversária, depois da igualdade na taça, Ivo Traça antevê um jogo difícil, visto que o Interclube está imbatível em casa.
“Temos consciência de que não vai ser um jogo fácil. Mas temos os nossos trunfos, para conseguir um resultado positivo”, garantiu o treinador-adjunto de Jovic.
Atletas, treinadores e dirigentes do clube militar estão focados na conquista do título, de tal modo que esperam vencer todos os jogos que restam até ao encerramento da competição.