Desporto

“Love” Cabungula assume comando técnico dos Sub-17

Sebastião Arsénio “Love” Cabungula, 39 anos, é o novo treinador da Selecção Nacional de Sub-17 de futebol, apurou, ontem, o Jornal de Angola no campo do São Paulo, de um funcionário do Departamento Técnico da Federação Angolana de Futebol (FAF).

“Love” Cabungula, que substituiu no cargo Simão Coxe “Languinha”, está a frequentar um curso em Lisboa, Portugal, há mais de uma semana.
O ex-avançado do ASA e dos Palancas Negras orienta os Sub-17 na eliminatória de apuramento à fase final da 13,ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), a ter lugar em 2019, na Tanzânia.
Além da eliminatória do CAN'2019, a Selecção Nacional disputa de 17 a 22 de Julho a fase final do torneio da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a decorrer em São Tomé e Príncipe.
Durante a sua carreira, “Love” Cabungula marcou 94 golos e disputou 237 jogos, repartidos entre a Selecção Nacional de Honras e clubes (ASA, Sagrada Esperança, Recreativo da Caála, Kabuscorp do Palanca, Petro de Luanda e 1º de Agosto). 
Enquanto atleta, o ponto mais alto foi alinhar pelos Palancas Negras no Campeonato do Mundo, em 2006, na Alemanha.  Cabungula conquistou uma Taça Cosafa, foi tetracampeão do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola, e duas vezes eleito melhor marcador (2004 e 2005), pelos aviadores.
A par da rescisão de contrato com Simão “Languinha”, a FAF encerrou também o vínculo com os técnicos Bruno “Camara”, dos Palanquinhas, Augusto Manuel “Leão” (preparador físico dos Sub-20) e Daniel Muemba “Chila”, que aguarda pela renovação de contrato.
O Jornal de Angola procurou contactar ontem, via telefone, o presidente, Artur Almeida e Silva, mas sem sucesso.
   
Selecção de Sub-17

As correcções dos movimentos durante um jogo dominam hoje, às 7h00, a sessão de treino da Selecção Nacional de Sub-17, no “Quintalão” do São Paulo, visando a disputa da eliminatória do CAN´2019, na Tanzânia.
Nesta fase de preparação, o coordenador das  selecções Nacionais jovens e treinador principal dos Palanquinhas, Silvestre "Pelé" fez saber que o grupo vai trabalhar três vezes por semana, a seguir os jogadores são dispensados aos clubes na quinta-feira, por causa dos jogos do Campeonato Provincial de Futebol da I Divisão de Luanda.
Ontem, numa sessão concorrida orientada por José Silvestre “Pelé” a pontualidade e disciplina foram abordadas, mas saltou à vista a ausência de um preparador físico para trabalhar com os atletas, enquanto Daniel Muemba “Chila” orientou o treinamento especifico dos guarda-redes.
Na edição passada, Angola ocupou o quarto lugar do Grupo B, com um ponto, atrás da Tanzânia no terceiro lugar, com quatro. O Níger ficou no segundo posto com quatro pontos, enquanto o Mali foi o líder com sete.
Academia de Futebol de Angola (AFA) domina a convocatória dos Sub-17, com dez atletas, seguido pelo 1º de Agosto, com nove e Petro de Luanda com cinco. Interclube forneceu quatro atletas, enquanto o Real Sambila FC cedeu apenas um.
Simão “Languinha”, na época treinador principal dos Sub-17 convocou: Francisco Júnior, Pedro Banga, Joaquim Manuel, Paulino, António Geraldo, Enoque Benjamim, Edmilson Cambila, Alexandre Domingos, Jeremias Victor e Telson Inácio (AFA), Capita, Enoque, Zito, Renato, Gaspar Morais, Adriano Zula, Alexandre Sola, Manuel Londaca Afonso Binga (1.º de Agosto), Ferraz, Paulino, Benedito, Zezinho e José Cambingano (Petro de Luanda), Calebi (Real Sambila FC), André David, Luciano dos Santos e Abdul da Conceição (Interclube).
Neste grupo de jogadores, de acordo com membros do Departamento Técnico das Selecções Nacionais, vão ser incluídos mais 31 atletas tendo em vista a presença no torneio da CPLP.