Desporto

Rodrygo está a dar cartas em Madrid

O excelente rendimento de Rodrygo na época de estreia no Real Madrid tem dado que falar e o impacto na equipa cresce a olhos vistos, como comprovam os números. Com o jovem atacante brasileiro no 'onze' inicial, os 'merengues' ainda não perderam, somando um empate e seis vitórias nas sete partidas em que foi titular.

 Dados que dão razão à aposta que Zidane tem vindo a fazer , com Rodrygo a ganhar maior protagonismo do que o compatriota Vinícius. É, para já, o segundo melhor marcador da equipa esta temporada, com seis golos marcados (dois na Liga espanhola e quatro na Liga dos Campeões, onde voltou a marcar esta quarta-feira, frente ao Club Brugge), sendo apenas superado por Benzema, que já leva 15 remates certeiros.
Rodrygo estreou-se a titular no importante encontro da Liga dos Campeões em Istambul, frente o Galatasaray, com Zidane a colocá-lo então no tridente de ataque ao lado de Hazard e Benzema. Foi também a estreia absoluta nas competições europeias de clubes, contribuindo para um suado mas importante triunfo do Real, por 1-0.
Voltou, depois, a ser titular numa goleada sobre o Leganés e num empate com o Bétis (o único jogo que alinhou de início e não venceu), até que surgiu o jogo de afirmação definitiva, no reencontro com o Galatasaray. Assinou um histórico 'hat-trick', tornando-se, aos 18 anos, no mais jovem de sempre a consegui-lo na Liga dos Campeões. Uma noite épica, que lhe valeu até comparações com Cristiano Ronaldo, as quais preferiu, na altura, desvalorizar.
“Ainda sou muito jovem para dizer que estou a preencher o espaço que ele deixou. Ele foi um dos maiores da história do Real Madrid, talvez mesmo o maior. Não quero essa pressão para mim”, vincou então o jogador que chegou esta época ao Real, vindo do Santos. Desde então repetiu por mais três vezes a titularidade, a última das quais na noite de quarta-feira, no fecho da fase de grupos da Liga dos Campeões, onde voltou a brilhar numa actuação que lhe valeu rasgados elogios, e com um grande golo. Factos que o deixam na linha da frente para alinhar de início nos importantes compromissos que se avizinham para o Real: frente ao Valência, no Mestalla, e no 'Clássico' com o rival Barcelona, em Camp Nou.