Desporto

Sport Libolo obrigado a vencer o Interclube

Sport Libolo e Benfica e Interclube decidem hoje, a partir das 18h00, de modo definitivo, a qualificação para as meias-finais da 34.ª edição da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino. A partida, agendada para o Pavilhão Dream Space, é referente à segunda-mão da segunda maior competição do calendário de provas da Federação Angolana de Basquetebol (FAB).

Sport Libolo e Benfica e Interclube decidem hoje, a partir das 18h00, de modo definitivo, a qualificação para as meias-finais da 34.ª edição da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino. A partida, agendada para o Pavilhão Dream Space, é referente à segunda-mão da segunda maior competição do calendário de provas da Federação Angolana de Basquetebol (FAB).
Orientadas por Raul Du-arte, as “águias de Calulo” estão obrigadas a domar por diferença superior a 11 pontos, por na primeira mão te-rem perdido 66-77, os polícias às ordens de Manuel Sousa “Necas”.
Os números da desvantagem não são irrecuperáveis,mas para materializá-los a formação do Cuanza Sul terá de contar com a inspiração dos seus principais jo-gadores, cujo realce recai para Olímpio Cipriano, Roberto Fortes, Pedro Bastos e Milton Barros, sem desprimor para Manda João, Benvindo Quimbamba, Deográcio António e companheiros.
José Salvador, cada vez mais em evidência no conjunto dos bombeiros, Ngombo Rogério, Gerson Domingos, Egídio Ventura, Kambuy Pitchou, de nacionalidade congolesa democrática, Paulo Santana, recuperado de lesão, e colegas, sabem que têm de ter capacidade de sofrimento o quanto baste. Na eventualidade de serem derrotados, Necas e pupilos precisam apenas de não perder por margem superior a 11 pontos. A Duarte e pupilos não resta outra alternativa senão defender bem e atacar melhor ainda de modo a frustrar as iniciativas do adversário.
Em perspectiva antevê-se um jogo bastante disputado e renhido. Com as duas equipas a procurarem certamente o triunfo.
Ainda hoje, às 18h30, no Multiusos do Kilamba, ASA e Desportivo da Marinha  centralizam atenções em busca do apuramento. No primeiro encontro, os marinheiros comandados por Walter Costa venceram por um escasso ponto, 67-66, os aviadores liderados por Carlos Dinis.
Os dois conjuntos dispõem de atletas capazes  e com capacidade técnica individual para desequilibrar e fazer pender o fiel da balança a seu favor. Dinis e pupilos precisam de suplantar o adversário apenas por dois pontos de diferença.
Tarefa facilitada tem o 1º de Agosto, treinado por Paulo Macedo, diante do Helmarc Academia, de Elvino Dias. Os rubro e negros trazem uma confortável vantagem de 45 pontos, 116-71.Nem o triunfo domingo, ante o Petro de Luanda, 110-101, permite repartir o favoritismo entre as duas equipas.
Qualificados para a outra etapa está já o Petro, dirigido por Lazare Adingono. Os tricolores do Eixo Viário ganharam duplamente 95-65 e 93-68, a formação do Crisgunza, de Benguela. A final da Taça é disputada a 19 de Maio, a uma só mão, ou no Pavilhão Multiusos ou no Gimnodesportivo da Cidadela.