Economia / Banca

FMI revê previsões de crescimento em baixa

O crescimento económico da República Democrática do Congo (RDC) abranda para 4,3 e 3,9 por cento em 2019 e 2020, anunciou o Fundo Monetário Internacional (FMI) num comunicado citado ontem pela imprensa daquele país, em que o recuo é atribuído à queda dos preços do cobre e do cobalto, as matérias-primas que suportaram a expansão económica de 5,8 por cento em 2018.

 A instituição adverte que isso poderá resultar numa redução das receitas mineiras, gerando um défice orçamental de 0,2 por cento do PIB este ano.