Economia

Caducidade da licença leva AAA à dissolução

A AAA Seguros deixou de operar depois do anúncio, feito esta semana pela Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), da caducidade da autorização que a habilitava à comercialização de produtos de seguros.

Num comunicado de imprensa citado pela Angop na quinta-feira, o regulador observa que a caducidade da autorização para o exercício da actividade resultou da dissolução voluntária, deliberada pelos accionistas da seguradora e autorizada pela ministra das Finanças, Vera Daves.
A AAA Seguros era a segunda seguradora mais antiga do mercado, depois da ENSA Seguros e actuava nos ramos Vida e não Vida.
Era integrante do grupo AAA Activos, um dos maiores conjuntos empresariais nacionais, com participações em diferentes sectores como a Hotelaria. A liquidação ocorre sete anos depois de as AAA ter colocado fim à gestão dos fundos de pensões e dos planos de pensões, em “resultado do fraco crescimento dos activos dos referidos fundos e no âmbito da revisão estratégica de negócios da instituição”.
A agência escreve que, devido a uma alegada gestão pouco transparente, em Março de 2016 a AAA foi substituída na liderança do regime especial de co-seguro das actividades petrolíferas (seguro petroquímico) pela ENSA, pelo Despacho Presidencial nº 39/16, publicado em Diário da República de 30 de Março.
Em relação ao património da empresa, prossegue, consta que o Governo adquiriu, há alguns anos, 22 edifícios que faziam parte dos activos das AAA para alojar tribunais provinciais.