Economia

FAB “chumba” proposta dos tricolores de Luanda

A Comissão de Gestão “ad hoc” da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) chumbou a proposta da direcção do Petro de Luanda, que reclamava a atribuição do título da 42ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino, que foi anulada a 13 do mês em curso, por conta do combate à propagação do novo coronavírus no país.

De acordo com o comunicado, a que o Jornal de Angola teve acesso, proveniente do órgão reitor da modalidade no país, depois de avaliar o relatório da direcção da prova, após auscultar os representantes dos clubes, treinadores e associações provinciais, tendo em conta que o Regulamento da competição refere no artigo 4º que o campeão nacional é encontrado na disputa dos jogos da final, a Comissão de Gestão da FAB, coordenada por Gustavo da Conceição, decidiu para efeito de história, que a 42ª edição do Nacional da bola ao cesto se regista como tendo sido realizada, não finalizada por interrupção definitiva, devido a razões de força maior, relativas à saúde pública global por causa da Covid-19.

No segundo ponto, o comunicado faz referência que não estando cumpridos os pressupostos regulamentares para a atribuição dos títulos do Campeonato Nacional e o vencedor da Taça de Angola, aqueles não serão atribuídos. Nesta conformidade, a formação do Petro de Luanda, liderada pelo técnico camaronês, Lazare Adingono, será a representante de Angola para a BAL, para a época desportiva 2020/21.

O comunicado faz ainda alusão no quarto ponto, que caso haja vacatura na BAL ou outras competições a nível da FIBA-Afrique e da FIBA zona, o critério da qualificação tenha como base a classificação da fase regular da 42ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos. A Comissão de Gestão da FAB vai institucionalizar uma competição de apuramento de novas equipas para a 43ª edição do Campeonato Nacional, referente à época desportiva 2020/21, sendo que a abertura das inscrições fica marcada para o dia 15 de Agosto do ano em curso. Antes da suspensão, faltavam 21 jornadas para a conclusão da aludida competição.

Petro promete reagir em breve

O vice-presidente para o Basquetebol do Petro de Luanda, Artur Casimiro Barros, prometeu ontem, ao Jornal de Angola, que a direcção vai reagir ao comunicado da Comissão de Gestão nos próximos dias. “Neste momento não lhe posso dar a conhecer sobre a posição da direcção. Temos uma reunião de direcção na segunda-feira, e só a partir daí é que nos iremos pronunciar sobre este comunicado da Comissão de Gestão da FAB”, assegurou o antigo internacional angolano.