Economia

“Transcontinental” investe na construção de porto seco

A empresa privada Transcontinental vai investir cinco milhões de dólares para a construção de um porto seco na zona fronteiriça do Luvo, cerca de 60 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, com vista a alargar a plataforma logística e dinamizar as trocas comerciais entre Angola e a República Democrática do Congo (RDC).


A informação foi avançada na comuna do Luvo pelo seu presidente Conselho de Administração , Mohamed Alfa.

De acordo com Mohamed Alfa, os trabalhos para construção do referido porto seco, com capacidade para movimentar 200 toneladas de mercadoria diversa em seis meses, começam este mês de Agosto e vão ser executados num período de seis meses, numa área total de dez hectares.
O empreendimento a ser construído na aldeia do Kienga, vai contar com três sectores de armazenamentos, nomeadamente, um para produtos em trânsito com 10.000 metros quadrados, outro para produtos nacionais com 5.000 m2 e um terceiro para produtos importados para uso interno e reexportação.