Gente

O outro lado da Gente| Neusa Barros

Figura desconhecida de muitos leitores, mas de referência na agricultura, jovem, bonita e dinâmica, Neusa Barros é engenheira agrónoma e assessora do presidente do Conselho de Administração da Fazenda DGIL - Angola.

Faz da lavoura o seu ganha pão e domina todos os processos de produção e conservação de alimentos. Em parceria com os Serviços Prisionais, encabeça o projecto agrícola situado no perímetro da Cadeia de Viana. Saiba o outro lado da agrónoma Neusa Barros.

Nome? Neusa Barros.
Idade? 38 anos.
Data de Nascimento? 15/04/1980.
Ocupação? Assessora do PCA da Fazenda DGIL - Angola.
Naturalidade? Luanda.
Estado civil? Solteira.
Filhos? Quatro.
Sonhos? Casa própria.
Sente-se realizada? Ainda não.
Carro próprio? Não tenho. Estou a lutar para que nos próximos meses consiga.
Casa? Não tenho.
Que importância têm os homens? São os nossos companheiros. Há que reconhecer o papel que eles desempenham.
O que pensa dos homens que batem nas mulheres? São irresponsáveis. Não os considero homens no verdadeiro sentido da palavra.
Como se veste de segunda a sexta-feira? Calça jeans, blusa e ténis ou sapatos. A minha actividade requer roupa de trabalho e botas.
Aos fins-de-semana? Bata, calções, sandálias ou ténis.
Usa roupas de marca? Sim. Faço uso de roupas de marca, mas isso não é relevante para mim.
Cor preferida? Preto.
Perfume? Calvin Klein.
Acredita em forças ocultas? Não. Só em Deus todo poderoso.
Como reage a elas? Confiança no meu Deus.
Onde passa férias? Em Angola. Raramente saio do país. Tenho que descobrir Angola.
Cidade predilecta? Huambo.
Virtudes? Trabalhar. Não há hora para descansar.
Defeito? Impaciência.
Vícios? Gosto muito de ver televisão e assistir a um bom filme. A minha vida é uma correria e feita a trabalhar a terra.
Ídolo? Jesus Cristo.
Livro? Encontro na Provença.
Escritora? Elizabeth Adler.
Desporto? Atletismo e basquetebol.
Equipa? Petro Atlético de Luanda.
Uma boa companhia? A minha família.
Músicos? Suzana Lubrano, Grace Évora e Nelson Freitas.
Comida? Funge de carne seca.
Bebida? Adoro sumos naturais.
Sabe cozinhar? Sim.
O quê, por exemplo? A cachupa é o meu prato predilecto.
É ciumenta? Sou e muito. 
Alguma vez mentiu? Sim. Quem nunca mentiu?
Já foi enganada? Várias vezes.
Ano que mais a marcou? 2016.
Porquê? Terminei o curso de agronomia e recursos naturais.
O que acha da corrupção? Um mal que enferma a sociedade.
Homossexualidade? Respeito a escolha de cada um.
Poligamia? Respeito.  Não tenho nada contra.