Economia

EKA contribui para formação universitária no Cuanza-Norte

A empresa cervejeira EKA e a Escola Superior Politécnica do Cuanza-Norte “Kimpa Vita” anunciaram um acordo de cooperação pedagógica para contribuir para a qualificação de futuros profissionais da área técnica da província, promoção da ciência, investigação e extensão universitária.

O acordo, assinado pelo director fabril da EKA, Marc Meyer, e o director da Escola Superior Politécnica do Cuanza-Norte, Pedro Vita, é concretizado com estágios de seis meses e outros de longo prazo para estudantes do curso de Engenharia Electrotécnica, para além do pagamento anual de custos pedagógicos.
Os 36 alunos que frequentarem o primeiro ano do curso de Engenharia Electrotécnica terão, a partir de agora, a oportunidade de conciliarem a teoria e a prática, para além de serem preparados para o mercado de trabalho passando por áreas da empresa como a fabricação, logística, laboratório de controlo de qualidade e sala de máquinas.
O chefe do Departamento de Ensino e Investigação Científica de Engenharia Electrotécnica, Manuel João, anunciou que a Escola Superior Politécnica do Cuanza-Norte está a iniciar  contactos com as empresas PRODEL, ENDE e RNT (de produção, distribuição e transporte de electricidade), para a adopção de acordos de parceria idênticos.