Mundo / África

Lançado alerta sobre persistência de conflitos

A persistência da violência, o ressurgimento de novos focos de tensão, a fragmentação dos grupos armados e a multiplicação dos conflitos a nível local, deterioraram seriamente as condições humanitárias na República Centro Africana, alertou a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA).

Devido à crise humanitária na RCA, quase uma criança em cada sete morre antes do seu quinto aniversário natalício e quase uma mulher em cada 100 morre na sequência do seu parto, disse Joseph Inganji, responsável do OCHA na RCA.

Apenas um terço das crianças centro africanas são imunizadas e dois centro africanos em cada três têm acesso à água potável e ao saneamento, acrescentou.

Durante a sua exposição, Joseph Inganji informou que \"um centro africano em cada três está em situação de insegurança alimentar, num país onde 80 por cento da população (quatro milhões e 595 mil, em 2016) vivem da agricultura\".

EM DESENVOLVIMENTO...