Mundo

Naufrágio provoca mortos e dezenas de desaparecidos

Quatro pessoas morreram e mais de30 estão dadas como desaparecidas devido ao naufrágio de uma embarcação com migrantes a bordo, ao largo da costa da Turquia, no mar Egeu, anunciou ontem o Ministério do Interior turco.

Uma iraquiana que se encontrava a bordo conseguiu regressar à costa e pediu ajuda às autoridades turcas, acrescentou o ministério.
O naufrágio ocorreu próximo de Karaburun, na província turca de Izmir.
A Guarda Costeira turca enviou navios, um avião e um helicóptero para procurar os desaparecidos.
A travessia marítima entre a Turquia e a Grécia chegou a ser uma das principais rotas migratórias.
Na Espanha, um barco de pesca rebocou até ao porto de La Santa, na ilha de Lanzarote, uma embarcação com 30 migrantes irregulares de origem magrebina, anunciou o comando da Guarda Civil de Las Palmas, nas Canárias.
O Centro Coordenador de Emergências e Seguran-ça foi alertado às 8H40 lo-cais (8H40 em Angola) para localizar uma embarcação no mar, perto da costa de La Santa, no norte de Lanzaro-te, segundo a agência espanhola EFE.
Devido ao vento forte, a embarcação teve de ser rebocada pelo barco de pesca até ao porto mais próximo, onde chegou às 8H50.
Efectivos da Guarda Civil da Costa Teguise, da Patrulha Fiscal e de Fronteiras (Pafif), agentes da Polícia Local de Tinajo e unidades de emergência deslocaram-se para La Santa.
Os 30 migrantes, uma mulher e 29 homens, aparentavam estar em bom estado de saúde e que não necessitam de assistência médica.