Mundo

Repórteres detidos devido a artigo crítico sobre político

Três jornalistas de Myanmar (antiga Birmânia) foram detidos ontem devido a um artigo crítico sobre um político que é considerado um protegido da chefe do Governo Aung San Suu Kyi.

Kyaw Zaw Lin, Nayi Min e Phyo Wai Win foram levados sob escolta policial, algemados, perante um tribunal de Naypyidaw, diante do qual eram aguardados por numerosos jornalistas.
"Foram os três levados para a prisão de Insein após a abertura de um caso contra eles no âmbito do artigo 505b", declarou o seu advogado, Kyee Myint.
Arriscam até dois anos de prisão se forem reconhecidos culpados de terem feito "circular um rumor com o objectivo de alarmar o público", como previsto no artigo, utilizado pela junta militar quando estava no poder para censurar qualquer crítica.
Segundo o advogado, a queixa foi apresentada por um alto responsável do Governo regional de Naypyidaw, Aung Kyaw Khaing, relativamente a um artigo divulgado no jornal "Eleven" na segunda-feira, que evoca os planos de investimento do chefe da Administração de Naypyidaw, Phyo Min Thein, considerado um protegido de Aung San Suu Kyi.
Este importante membro da Liga Nacional para a Democracia de Suu Kyi é criticado nomeadamente por falta de transparência na compra a Pequim de uma frota de autocarros.
A AFP indica não ter sido possível obter uma reacção do Governo.