Política

Militares da Nigéria buscam experiências

A realidade política, económica e social do país foi ontem transmitida ao grupo de estudantes do Colégio de Defesa Nacional da Nigéria, que desde domingo último visita o país, no quadro das relações de amizade e cooperação existente entre os dois Estados.

Durante o encontro, o se-cretário de Estado para a Política de Defesa Nacional, Gaspar Rufino, informou que as autoridades angolanas não tiveram dificuldades em aceitar a visita dos estudantes mi-litares da Nigéria, salientando que este tipo de iniciativa também dão a possibilidade de uma maior interacção entre militares de ambos os países, permitindo o reforço da amizade e irmandade com as demais Nações.
Gaspar Rufino recebeu os militares nigerianos na sala de conferências do Ministério da Defesa Nacional. O encontro foi testemunhado pelo embaixador da Nigéria em Angola. Ontem a tarde o grupo de militares nigerianos efectuou uma visita de estudo ao Museu Nacional de História Militar e no período da manhã assistiu a uma palestra sobre a exploração de hidrocarboneto, para o desenvolvimento do país, e a organização e funcionamento do Ministério da Defesa Nacional e das Forças Armadas Angolanas.   
O programa de trabalho dos militares nigerianos no país inscreve hoje visitas ao Memorial António Agostinho Neto, ao projecto agrícola da Quiminha (na província do Bengo) e à Escola Superior de Guerra, onde devem participar numa conferência sobre a política externa angolana com menção aos laços e relações com a Nigéria.
Na próxima sexta-feira, último dia da visita, os militares nigerianos vão reunir com os deputados da Comissão de Defesa  Segurança e Ordem Interna da Assembleia Nacional. 
A delegação do Colégio do Curso de Defesa Nacional da Nigéria integra mais de dez militares e é chefiada pelo brigadeiro general Alexandre Ojajune.