Política

MPLA reafirma reforço do ensino profissional

O primeiro secretário do MPLA na Lunda Norte, Ernesto Muangala, defendeu sábado, na cidade do Lucapa, o reforço do sistema de educação com a criação de instituições do ensino médio e superior vocacionados para a formação técnico-profissional dos jovens.

Ernesto Muangala, que falava no acto político de apoio ao cabeça de lista do MPLA e candidato a Presidente da República nas eleições gerais deste ano, prometeu aumentar os investimentos no sector da educação, no âmbito do programa de governação para 2017/2022, caso o seu partido, MPLA vença as eleições.
Particularmente no município do Lucapa, o também candidato a deputado pelo MPLA pelo círculo provincial da Lunda Norte garantiu que tudo está a ser feito para que o ensino superior possa chegar àquela circunscrição para permitir que mais jovens possam ter acesso facilitado à formação académica e profissional.
O município do Lucapa reveste-se de crucial importância política e económica, por ser a segunda maior praça eleitoral da província, disse o primeiro secretário do MPLA na Lunda Norte.
Ernesto Muangala realçou a urgência da conclusão das obras do Instituto Médio de Economia e Gestão do Lucapa, com um internato com capacidade para 200 alunos, como forma de proporcionar oportunidades de formação aos jovens de famílias desfavorecidas, filhos de Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria e jovens provenientes das três comunas que compõem o município. Entre promessas de corrigir o que está mal e melhorar o que está bem, Ernesto Muangala pediu o voto de confiança à população do Lucapa e disse que a opção certa é votar na continuidade.
O primeiro secretário do MPLA na Lunda Norte disse que as bases lançadas pelo Presidente Agostinho Neto, seguidas com grandes feitos por José Eduardo Santos, garantem a João Lourenço o prestígio e o perfil político certo para continuar a implementação dos programas sociais que visam a redução gradual dos níveis de pobreza dos angolanos, principalmente a melhoria da qualidade do ensino e formação técnico profissional dos jovens.
Ernesto Muangala garantiu que até 2022, caso o MPLA vença o pleito deste ano, a oferta de instituições do ensino médio e superior vai aumentar em 80 por cento, com prioridade para as áreas técnico-profissional, como a saúde, agronomia, construção civil, gestão e administração, electricidade, informática e outras com vista a assegurar a procura de cursos diversificados para a juventude. A estratégia da pré-campanha do MPLA na Lunda Norte está consubstanciada na divulgação da imagem do seu candidato a Presidente da República, João Lourenço, e o esclarecimento da posição dos símbolos do partido no boletim de voto.
No final de semana, milhares de militantes, simpatizantes e amigos do MPLA percorreram de motorizada as principais artérias da cidade do Dundo, passando pelos principais mercados da cidade, para esclarecer a população, principalmente as vendedoras ambulantes a posição dos símbolos do partido no boletim de voto.
 Ao longo da trajectória, os participantes exibiram panfletos, bonés e camisolas com o rosto do candidato e proferiram palavras de ordens e canções do partido. “A organização está firme e consciente em apoiar João Lourenço, o candidato da juventude e do povo”, lia-se em alguns dísticos, que também convidavam a população a votar no nº 4 como opção certa.