Política

Países pretendem aproximar interesses na relação Sul-Sul

Angola e Equador vão passar a realizar “consultas políticas” regulares no sentido de revitalizar e aproximar os interesses dos dois países, numa perspectiva de Cooperação Sul-Sul.

O assunto foi abordado na quarta-feira, em Quito, num encontro entre o secretário de Estado para a Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas do Ministério das Relações Exteriores, Domingos Vieira Lopes, e o vice-ministro das Relações Exteriores daquele país, Cristian Espinosa.
O encontro, que serviu para avaliar a cooperação política e diplomática entre os dois países, decorreu à margem do 12º Fórum Global sobre Migração e Desenvolvimento que junta na capital do Equador membros de Governos, representantes da sociedade civil e homens de negócios.
O Fórum Global Sobre Migração e Desenvolvimento foi criado em 2007, no quadro das Nações Unidas. Dentre os seus objectivos e face às constantes pressões políticas, visa analisar as causas profundas da migração insegura e irregular, bem como apoiar os países e as comunidades que recebem migrantes.
O secretário de Estado Domingos Vieira Lopes chefia a delegação que integra ainda altos funcionários dos Ministérios da Justiça e dos Direitos Humanos, Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, além das Relações Exteriores, distribuídos pelos diferentes painéis.
Ao Vice-Presidente do Equador, Otto Sonnenholzer, coube a abertura oficial do evento, durante a qual destacou a necessidade dos Governos terem uma sensibilidade especial sobre o tema migração, enfatizando a sua importância por ser ele próprio descendente de imigrantes.