Política

Primeiro-Ministro do Lesotho envia mensageiro a Luanda

Uma mensagem do Primeiro-Ministro do Lesotho foi entregue ontem, em Luanda, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, Lesego Makgothi, ao Presidente da República, João Lourenço.

Lesego Makgothi informou ao Chefe de Estado angolano, na qualidade de presidente do órgão de cooperação política, de defesa e segurança da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), os últimos desenvolvimentos no Lesotho, principalmente sobre o processo de estabilização política em curso, que inclui reformas constitucionais.
À saída da audiência, o chefe da diplomacia do Lesotho afirmou que as informações passadas ao Presidente João Lourenço cingiram-se aos acontecimentos registados naquele país, fundamentalmente, relativos às eleições realizadas a 3 de Junho de 2017.
A situação política e militar no Lesotho agudizou-se a 5 de Setembro do ano passado, quando o chefe do estado-maior do exército, general Khoantle Motsomotso, foi morto durante um tiroteio registado numa caserna.
No mesmo incidente dois outros oficiais, o general Bulane Sechele e o coronel Tefo Hashatsi, foram igualmente mortos.
A 2 de Dezembro do ano passado, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral  procedeu ao desdobramento de um contingente militar no âmbito da sua missão de contingência para o Lesotho, a pedido das autoridades locais. O efectivo é composto por 217 militares, dos quais 162 de Angola.