Sociedade

BAD financia projectos de investigação científica

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai financiar 191 projectos de investigação científica, cabendo, a cada um,40 mil dólares, informou, ontem, em Luanda, a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria Sambo.

Maria Sambo, que falava no encerramento do primeiro ano curricular de doutoramento em Saúde Pública pela Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, disse que o financiamento de 40 mil dólares só será disponibilizado caso não haja plágio ou fabricação de dados que firam a ética na investigação científica.
A elaboração de projectos, frisou a ministra, deverá responder a questões pertinentes e prioritárias de Saúde Pública em Angola, descrevendo características do meio rural ou urbano, em ambiente de pobreza ou riqueza.
Os 15 doutorandos, que frequentam o curso, referiu a governante, devem pautar-se por atitude digna, científica capaz de ajudar a melhoria do ensino da Medicina.
No entender da ministra Maria Sambo, é com a formação de médicos nacionais em Saúde Pública que se pode informar, educar e capacitar as comunidades em relação à importância das campanhas regulares e rotineiras de vacinação.
A ministra disse que, com a formação de especialistas em Saúde Pública, pode-se mobilizar, também, parcerias para se identificar e resolver problemas na comunidade, desenvolver políticas e planos de acção para o bem-estar das populações.
A ministra apelou aos 15 doutorandos, no sentido de estudarem as causas do elevado número de mortes que ocorrem por acidente de viação e despesas familiares com a saúde.
Maria Sambo, a terminar, considerou que é tarefa dos doutorandos investigar e estudar o comportamento das doenças infecciosas evitáveis e a mortalidade infantil.