Sociedade

Porto de Luanda trava actividade de burlões

Um grupo organizado de indivíduos, ainda não identificados, está a usar de má-fé o nome do Porto de Luanda para burlar pessoas desprevenidas, com a promessa de venda de viaturas armazenadas no recinto portuário, denuncia um comunicado da empresa portuária.

No documento, enviado terça-feira ao Jornal de Angola, o Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Porto de Luanda menciona um caso, ocorrido recentemente na zona de jurisdição portuária, de que tomou conhecimento a Direcção de Segurança e Ambiente.  
O grupo, acrescenta o documento, tentou burlar um cidadão, a quem pediu que fizesse um depósito bancário de um montante definido, para a compra de uma viatura. Ao cidadão, acentua o documento, os burlões solicitaram ainda um depósito adicional para o acesso ao interior das instalações do Porto de Luanda para confirmar a existência da viatura a ser vendida.
Face ao sucedido, o Porto de Luanda informa que não vende mercadorias e o trabalho que desenvolve consiste em movimentações de carga e descarga, no âmbito do processo de importação e exportação.