Sociedade

Situação de guerra na RDC provoca êxodo de congoleses para Angola

Solange Kambo Lula, congolesa de nacionalidade, tem 30 anos de idade, faz parte do grupo de 108 cidadãos da RDC, repatriados, recentemente, na fronteira do Luvo, para o país de origem. A cidadã congolesa foi detida por entrada e estadia ilegais  em território angolano.  

A jovem congolesa, solteira, partiu do bairro Selembaú, em Kinshasa, para o mercado transfronteiriço do Luvo, num percurso de 310 quilómetros.
“A vida está muito mal no Congo Democrático” afirmou Solange Lula. Ao Jornal de Angola disse que o factor guerra e a crise financeira que assola a RDC está na base da imigração dos cidadãos congoleses para Angola.
No dia 4 de Março, Solange Lula conseguiu “furar” as barreiras da fronteira do Luvo, para se fixar na comuna sede, onde conseguiu apanhar uma moto – táxi, para seguir viagem ao município de Mbanza Kongo, tida como zona trampolitana para chegar a Luanda.